O novo sistema de jogo do Atlético-MG, além de deixar o time mais protegido com a presença de três jogadores de marcação no meio-campo, faz com que o meia Cazares se sinta livre para desempenhar sua principal função, que é armar jogadas de ataque.

Roger Machado; Cazares; Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Atlético)

O jogador sabe que a presença de Danilo, ao lado de Rafael Carioca e Elias no meio-campo, tira a obrigação de voltar para marcar, o que o torna ainda mais ofensivo.

– Nos treinos a gente joga para frente. E me sinto mais cômodo neste esquema. Estou mais livre para jogar para o ataque em busca do gol. No outro sistema eu também gostava, mas é o treinador que sabe. O time está bom. Estamos neste sistema para jogar para frente. Sinto-me com mais confiança para armar o time. Espero fazer coisas melhores para o Atlético-MG.

Sobre as presenças de Fred e Pratto, juntos no ataque, o equatoriano sabe que o poder ofensivo do time só aumenta.

– São atacantes que são muito bons e que os rivais têm medo deles. Uma bola eu sei que posso enfiar para eles e sei que sairão coisas boas lá na frente.

Anúncios